O que Faz a sua

marcA ser ÚniCA?


Encontrar a sua essência pode ser mais complexo do que se imagina. Num mundo em que "blanding" se torna, novamente, uma expressão forte dentre as marcas, o valor da unicidade se torna cada vez mais alto. As pessoas querem consumir marcas únicas, coesas, criativas e que sabem quem são e agem de maneira coerente com sua identidade.​

As pessoas estão redefinindo quem são para serem mais verdadeiras com elas mesmas. Num mundo perpassado cada vez mais pela inteligência artificial, como nos lembramos do que nos torna essencialmente diferentes? Como entender o poder da criatividade para as marcas? E o poder do real?


No mundo Única, vamos debater essas e outras questões em vídeo, áudio e texto!


APROVEITE

O que Faz
a sua

marcA ser ÚniCA?


Num mundo em que a informação e a necessidade por transparência é cada vez maior, como as marcas estão navegando nesse mar turbulento? Como lidar com os erros? É preciso ter medo do cancelamento? O que as pessoas esperam dessas marcas? E, mais do que isso, como confiar em uma era em que tudo é potencialmente fake?


A confiança é o que impulsiona a conexão entre marcas e consumidores. Ela é o fator decisivo para reestabelecer relações significativas. Ao compreenderem precisamente onde uma empresa está, o consumidor tem a visão do projeto de futuro que ela quer construir.  


No mundo Confiável, vamos debater essas e outras questões em vídeo, áudio e texto!


APROVEITE

Pra quem gosta de ver tudo com calma. Assista ao papo completo.


Duração | 1h

Pra quem gosta de ver tudo com calma. Assista ao papo completo.


Duração | 1h

Pra quem adora uma inteligência artificial. Veja o resumo do papo.

Pra quem adora uma inteligência artificial. Veja o resumo do papo.

Pra quem tem pouco tempo. Veja os cortes do papo. Pra ver mais, clique nas setas laterais.

RESUMO DA I.A.


  1. A discussão gira em torno do papel em constante evolução da marca em um mundo dominado pela tecnologia e por mudanças nos valores da sociedade.

  2. Marcas são um produto da criação humana e não têm consciência. Elas são ferramentas usadas por corporações para criar valor para os acionistas.

  3. Existe uma demanda crescente por transparência das marcas, mas é importante lembrar que as marcas não são inerentemente boas ou más; são as ações das pessoas por trás delas que importam.

  4. A discussão também aborda o desafio de manter um equilíbrio entre consistência e inovação na marca, evitando uniformidade excessiva (blanding).

  5. A conversa reconhece a natureza cíclica das tendências de design e a tendência das marcas a imitar elementos visuais e estilísticos bem-sucedidos.


  6. Em última análise, o futuro da marca continuará a evoluir, com tendências e preferências de design vindo e indo ao longo do tempo.

RESUMO DA I.A.


  1. A discussão gira em torno do papel em constante evolução da marca em um mundo dominado pela tecnologia e por mudanças nos valores da sociedade.

  2. Marcas são um produto da criação humana e não têm consciência. Elas são ferramentas usadas por corporações para criar valor para os acionistas.

  3. Existe uma demanda crescente por transparência das marcas, mas é importante lembrar que as marcas não são inerentemente boas ou más; são as ações das pessoas por trás delas que importam.

  4. A discussão também aborda o desafio de manter um equilíbrio entre consistência e inovação na marca, evitando uniformidade excessiva (blanding).

  5. A conversa reconhece a natureza cíclica das tendências de design e a tendência das marcas a imitar elementos visuais e estilísticos bem-sucedidos.


  6. Em última análise, o futuro da marca continuará a evoluir, com tendências e preferências de design vindo e indo ao longo do tempo.

"As marcas não são ConscienTes.

Eles não Sangram, Elas
nãO tem

comPortamento inato. nós diRecionaMos essAs maRcas".


Debbie Millman,
autora, escritora, apresentadora do podcast Design Matters

"As marcas não são ConscienTes.

Eles não Sangram, Elas
nãO tem

comPortamento inato. nós diRecionaMos essAs maRcas".


Debbie Millman,
autora, escritora, apresentadora do podcast Design Matters

Pra quem prefere ouvir o papo enquanto dirige, lava louça ou vai pro trabalho.

Pra quem prefere ouvir o papo enquanto dirige, lava louça ou vai pro trabalho.