O que Faz a sua

marcA ser ÚniCA?


Encontrar a sua essência pode ser mais complexo do que se imagina. Num mundo em que "blanding" se torna, novamente, uma expressão forte dentre as marcas, o valor da unicidade se torna cada vez mais alto. As pessoas querem consumir marcas únicas, coesas, criativas e que sabem quem são e agem de maneira coerente com sua identidade.​

As pessoas estão redefinindo quem são para serem mais verdadeiras com elas mesmas. Num mundo perpassado cada vez mais pela inteligência artificial, como nos lembramos do que nos torna essencialmente diferentes? Como entender o poder da criatividade para as marcas? E o poder do real?


No mundo Única, vamos debater essas e outras questões em vídeo, áudio e texto!


APROVEITE

O que Faz
a sua

marcA ser ÚniCA?


Num mundo em que a informação e a necessidade por transparência é cada vez maior, como as marcas estão navegando nesse mar turbulento? Como lidar com os erros? É preciso ter medo do cancelamento? O que as pessoas esperam dessas marcas? E, mais do que isso, como confiar em uma era em que tudo é potencialmente fake?


A confiança é o que impulsiona a conexão entre marcas e consumidores. Ela é o fator decisivo para reestabelecer relações significativas. Ao compreenderem precisamente onde uma empresa está, o consumidor tem a visão do projeto de futuro que ela quer construir.  


No mundo Confiável, vamos debater essas e outras questões em vídeo, áudio e texto!


APROVEITE

Pra quem gosta de ver tudo com calma. Assista ao papo completo.


Duração | 1h

Pra quem gosta de ver tudo com calma. Assista ao papo completo.


Duração | 1h

Pra quem adora uma inteligência artificial. Veja o resumo do papo.

RESUMO DA I.A.


  1. O livro "What Makes Us Human": Iain Thomas explicou como o livro "What Makes Us Human" foi criado em colaboração com a inteligência artificial, incluindo GPT-3, para explorar a humanidade a partir de diferentes perspectivas.

  2. AI como ferramenta criativa: Iain Thomas explorou a ideia de usar IA para criar uma variedade de conteúdo, desde publicidade até poesia e literatura, mostrando o potencial da IA em campos criativos.

  3. O impacto da IA: A discussão se concentrou na importância de entender e abordar a IA com responsabilidade, reconhecendo que a IA é uma ferramenta poderosa, mas que seu valor depende da maneira como as pessoas a usam.

  4. A natureza das emoções humanas: João Paulo Raia levantou a questão do que torna os seres humanos únicos em relação às emoções e como a IA pode ou não compreender e expressar emoções genuínas.

  5. Conexão com histórias e emoções: A conversa explorou como a conexão com as pessoas por meio de histórias e emoções desempenha um papel fundamental no marketing, publicidade e criação de marcas.

  6. Limitações da IA na criação de histórias: Iain Thomas ressaltou que a IA, por si só, tende a produzir histórias previsíveis e que é o toque humano que pode tornar as histórias significativas e emocionais.

  7. A importância do conhecimento humano: A conversa enfatizou a necessidade de os criativos humanos entenderem o potencial da IA e usá-la como uma ferramenta para aprimorar e complementar suas próprias habilidades.

RESUMO DA I.A.


  1. O livro "What Makes Us Human": Iain Thomas explicou como o livro "What Makes Us Human" foi criado em colaboração com a inteligência artificial, incluindo GPT-3, para explorar a humanidade a partir de diferentes perspectivas.

  2. AI como ferramenta criativa: Iain Thomas explorou a ideia de usar IA para criar uma variedade de conteúdo, desde publicidade até poesia e literatura, mostrando o potencial da IA em campos criativos.

  3. O impacto da IA: A discussão se concentrou na importância de entender e abordar a IA com responsabilidade, reconhecendo que a IA é uma ferramenta poderosa, mas que seu valor depende da maneira como as pessoas a usam.

  4. A natureza das emoções humanas: João Paulo Raia levantou a questão do que torna os seres humanos únicos em relação às emoções e como a IA pode ou não compreender e expressar emoções genuínas.

  5. Conexão com histórias e emoções: A conversa explorou como a conexão com as pessoas por meio de histórias e emoções desempenha um papel fundamental no marketing, publicidade e criação de marcas.

  6. Limitações da IA na criação de histórias: Iain Thomas ressaltou que a IA, por si só, tende a produzir histórias previsíveis e que é o toque humano que pode tornar as histórias significativas e emocionais.

  7. A importância do conhecimento humano: A conversa enfatizou a necessidade de os criativos humanos entenderem o potencial da IA e usá-la como uma ferramenta para aprimorar e complementar suas próprias habilidades.

"Não existe I.a que SuBstitua o FatoR HumAno".


Iain S. Thomas,

Escritor, poeta, e fundador
da SoundsFun.



"Não existe I.a que SuBstitua o FatoR HumAno".


Iain S. Thomas,

Escritor, poeta, e fundador
da SoundsFun.



Pra quem tem pouco tempo. Veja os cortes do papo. Pra ver mais, clique nas setas laterais.

Pra quem tem pouco tempo. Veja os cortes do papo. Pra ver mais, clique nas setas laterais.

Pra quem ama ler um artigo com conteúdo!

Pra quem ama ler um artigo com conteúdo!

Pra quem ama gastar um tempo e consumir em profundidade

Pra quem ama gastar um tempo e consumir em profundidade

O que faz com que os dispositivos conectados desempenhem funções de maneira a não parecerem programados e "aprendam" a medida que são utilizados?
Diante dessa realidade, os autores Iain S. Thomas e Jasmine Wang se utilizaram dessa ferramenta potente para trazer respostas a alguns dos maiores questionamentos da humanidade. O que nos torna humanos?

O que faz com que os dispositivos conectados desempenhem funções de maneira a não parecerem programados e "aprendam" a medida que são utilizados?
Diante dessa realidade, os autores Iain S. Thomas e Jasmine Wang se utilizaram dessa ferramenta potente para trazer respostas a alguns dos maiores questionamentos da humanidade. O que nos torna humanos?

Kai-Fu Lee já foi presidente da Google China e é considerado um dos maiores especialistas em inovação tecnológica no mundo. Em Inteligência artificial, ele explica tanto para leitores leigos quanto para aqueles que já dominam o assunto, como o desenvolvimento sem precedentes da IA já está alterando as nossas vidas e expõe quais são as mudanças que podemos esperar nos próximos anos.

Kai-Fu Lee já foi presidente da Google China e é considerado um dos maiores especialistas em inovação tecnológica no mundo. Em Inteligência artificial, ele explica tanto para leitores leigos quanto para aqueles que já dominam o assunto, como o desenvolvimento sem precedentes da IA já está alterando as nossas vidas e expõe quais são as mudanças que podemos esperar nos próximos anos.

Não óbvio é um livro incisivo, bem escrito e verdadeiramente útil sobre um dos nossos assuntos favoritos: o futuro.

Não óbvio é um livro incisivo, bem escrito e verdadeiramente útil sobre um dos nossos assuntos favoritos: o futuro.

Pra quem prefere ouvir o papo enquanto dirige, lava louça ou vai pro trabalho.

Pra quem prefere ouvir o papo enquanto dirige, lava louça ou vai pro trabalho.